quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Povo brasileiro é mijão

Não tive paciência para pesquisar as causas do hábito chinês de cuspir no chão. Pode ter relação com algum ensinamento da medicina tradicional chinesa segundo o qual a saliva conteria bactérias e micróbios que, engolidos, podem causar doenças no aparelho digestivo. Pode ser apenas um péssimo hábito de camponeses incultos que migram para as cidades. As duas coisas, talvez, ou nada disso.

Mas é verdade que os chineses cospem no chão. O governo instituiu multas para os porcalhões, o que fez reduzir o costume nas grandes cidades durante a Olimpíada, mas certamente não acabou com ele.

Quando nos referimos aos chineses que cospem nas ruas, falamos com uma certa soberba: nós, civilizados, incomodados com os maus hábitos de um povo sem educação.

Como responder, então, quando hábito ainda pior é adotado pelos brasileiros, especialmente pelos cariocas?

É bem provável que não exista no mundo povo que mije nas ruas como o brasileiro - e, repito, os cariocas em especial.

O carioca encosta em qualquer muro, em ruas desertas ou movimentadas, pouco importa, e mija sem a menor cerimônia. Neste carnaval, na folia dos blocos de rua, foi possível constatar que o hábito não tem sexo: as mulheres conquistaram o direito de mijar nas ruas, acocoradas e, quando possível, protegidas por uma canga de praia.

Os cariocas mijam ao ar livre a poucos centímetros da porta dos banheiros instalados pela prefeitura. Preferem o muro à solidão do WC.

E a gente fala mal dos chineses.

2 comentários:

Adir disse...

Oras, aqui no Brasil não existe banheiro público, só isso!!

Larissa disse...

Voce tem toda a razao! Falta senso de civilidade para muitos brasileiros. Que os homens tenham esse habito porco de fazer xixi na rua nao me estranha, mas agora ate as mulheres estao sucumbindo a este habito?

Postar um comentário