segunda-feira, 15 de maio de 2006

O novo jornalismo da Veja

A Veja está reinventando o jornalismo.

Botou as mãos num dossiê montado pelo Daniel Dantas.

Constatou que não havia provas das denúncias do dossiê.

Mandou examinar os documentos e verificou que eles podem ser forjados.

E o que fez a Veja?

Publicou tudo!

Depois, diante da reação desaforada de Lula, a revista argumentou que a matéria é resultado de seis meses de apuração. Como se isto pudesse tornar as acusações verdadeiras.

4 comentários:

cristiano fagundes disse...

Tenho feito umas declarações de amor à revista Veja no Esquina, e tomei a liberdade de copiar esta nota, muito esclarecedora. Devidamente "linkada".
Abraço.

Cello disse...

Dito de outra maneira, se me permite:

O Daniel Dantas é uma figura central nessa história do projeto de poder do PT, que inclui mensalões, extorsões, "concussões", possivelmente assassinatos.

Se ele tem um dossiê como o que afirma ter, verdadeiro ou não, isso é notícia. Não pelo dossiê, mas por ser ele quem é.

O importante é levantar a bola. Você e eu sabemos que tem até mais sacanagem no PT do que apareceu até agora.

Você não acha que essa história vai se desenvolver? Acha que o Dantas apareceria no palco assim, se tivesse pouca bala na agulha?

Cello disse...

Ups... "pouca bala na agulha" foi feio... pouca bala no pente, perdão.

Cello disse...

E agora, uma semana depois, que acha do desenvolvimento do episódio?

Postar um comentário