quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Haja prozac para agüentar a blogosfera

O blog está deprimido.

Tem direito, por ser blog. Se fosse portal, site ou jornal, patrocinado ou remunerado, pouparia os leitores de desabafos e confissões.

Mas é blog.

Blogs podem se dar ao luxo de expressar sentimentos. Há quem diga que outros veiculos deveriam fazer o mesmo porque isto aumentaria sua intimidade com o leitor. Quem sabe?

Este blog não é propriamente mal-humorado. É rabugento, ranheta, ranzinza. É a cara do autor.

O autor, depois da rotineira passagem diária por 30 ou 40 endereços na internet que considera merecedores de sua visita, ficou acabrunhado.

Está de saco cheio de blogs e sites metidos a blogs que se extasiam diante de qualquer novidade tecnológica, alardeada sem nenhuma manifestação de prudência, desconfiança ou espírito crítico, e fazem desta reverência alienada modo de vida.

Está cansado de blogs que se tornaram parasitas dos verdadeiros produtores de conteúdo, transformando-se em clippings de portais, sites e jornais que estão disponíveis aos usuários como informação primária.

Está entediado com blogs produzidos por geeks e nerds que só falam de sexo e não comem ninguém porque se comessem arrumariam outra obsessão.

Está perdendo a paciência com blogs cujas opiniões diárias já conhece ou pressupõe com facilidade, antes mesmo de digitar suas URLs, porque eles serão sempre de direita, de esquerda, politicamente corretos, politicamente incorretos - mas invariavelmente presos aos seus desenhos ideológicos.

Está, finalmente, desanimado com o seu próprio blog, que precisa fazer das tripas coração para fugir da mesmice, e raramente consegue.

Mas amanhã é outro dia.

Cadê minha fluoxetina?

4 comentários:

Stefano disse...

Caro Marona

Não me parece que você tenha mesmo de fazer das tripas coração para manter o blog assim, como é. Para mim, você domina como poucos este espaço justamente por não ser atrelado a nenhuma das manjadas correntes (além de escrever muito bem, naturalmente).

Leo Lagden disse...

Não desanima não.
Seu blog é um dos poucos espaços com voz lúcida na blogosfera.
Visito todos os dias e mesmo de férias, estou passando por aqui.

Cris Fagundes disse...

Fico feliz, o meu não se enquadra em nenhum desses tipos. O segredo é não atualizar...

zé sergio disse...

Relaxa Marona. Mal comecei, já estou de saco cheio do meu blog.

Postar um comentário