quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

A derrota de Israel

Israel já perdeu.

O Hamas, o Irã, os antissemitas do mundo inteiro venceram as guerras mais importantes: da propaganda, do marketing, da mídia.

Está vencendo a idéia de que Israel não merece existir.

Está vencendo a tese de que "esses judeus são mesmo incuráveis" e acabam, com sua agressividade, "justificando o holocausto," retrospectivamente.

Resta, a quem defende a civilização, esperar por uma vitória militar de Israel em Gaza.

Torcer para que, um dia, sejam varridos da Palestina os terroristas islâmicos e que, finalmente, dois estados democráticos e prósperos convivam na região. Por enquanto, há apenas um.

Um comentário:

Stefano disse...

Marona

A cada nova postagem neste blog, eu (acho que) entendo o porquê de tua grande lista de ex-funções no miserável jornalismo brasileiro. Definitivamente, não é o ambiente mais adequado para quem tem fígado (e le palle). Parabéns.

Postar um comentário