segunda-feira, 26 de maio de 2008

Chega de boteco paulistano!

Carioca tem mania de freqüentar bar paulistano que imita boteco carioca, só que mais chique e muito mais caro. Há vários botecos cariocas feitos por paulistanos na cidade, quase todos sempre lotados.

Houve uma segunda onda, das pizzarias paulistanas que vendem pizzas a preço de pizza em São Paulo e as oferecem a preço de alta cozinha francesa aos cariocas. E eles fazem fila para comer pizzas caríssimas.

Mais recentemente, teve início uma terceira onda, a dos restaurantes japoneses de São Paulo adaptados à realidade carioca, o que significa mais ou menos o seguinte: são muito coloridos, exageradamente frescos e, como os botecos e as pizzarias, muito, mas muito caros.

A novidade nesta área da jequice gastronômica é que um dos japas paulistanos mais badalados pela imprensa do Rio, o Nakombi, vai fechar. Abriu há menos de um ano e mereceu capas e mais capas de revistas de fins de semana, além de críticas amplamente favoráveis e notinhas com cara de jabá. Para ter uma idéia, veja uma delas:

"O Restaurante Nakombi finalmente abre sua filial no Rio de Janeiro. Sinônimo de vanguarda, subversão e entretenimento, o estabelecimento, que há 10 anos faz parte da gastronomia de São Paulo, aporta no Jardim Botânico com diversas novidades."

Pois Joaquim Ferreira dos Santos informa hoje que o subversivo e vanguardista Nakombi acaba de ser comprado pelo cearene Reimundo Costa Filho, ex-office-boy, que o reabrirá em julho como comida a quilo de dia e bufê à noite. Raimundo ainda dá uma sacaneada:

- Vamos sofisticar mais.

2 comentários:

cristiano fagundes disse...

Vai ser engraçado ver as peruas do Gerô, que não leem jornal, fazendo fila na frente do "novo" Nakombi para abocanhar o sushi do Raimundo...

João Pequeno disse...

E eu, em São Paulo, doido pra achar um boteco carioca - ou seja, que não precise se denominar como tal; pode reparar que todo bom pé-sujo é "café e bar", "bar e restaurante" ou algo assim.

Postar um comentário