segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Voz isolada da esquerda

Trechos de um artigo do pensador alemão Robert Kurz publicado ontem na Folha. Kurz é um importante e respeitado teórico da esquerda mundial:

"Segmentos expressivos da esquerda global também passaram a transferir sem qualquer cerimônia a glorificação do velho "anti-imperialismo" aos movimentos e regimes islâmicos. Isso só pode ser caracterizado como penúria ideológica, pois o islamismo é contra tudo o que a esquerda defendeu na sua história: pune o homossexualismo com a pena capital e trata as mulheres como seres de segunda categoria.

"A opinião pública global caracteriza o contra-ataque israelense majoritariamente como "desproporcional". Os palestinos em Gaza são percebidos como vítimas juntamente com o Hamas, como se esse regime não se tivesse imposto em uma sangrenta guerra civil contra o grupo laico Fatah.

"Assim a propaganda islâmica do massacre da população civil cai em terra fértil. Com efeito, o Hamas transforma, exatamente como o Hizbollah libanês em 2006, a população em refém, ao transformar mesquitas em depósitos de armamentos e permitir que seus quadros armados atirem de escolas ou hospitais. A opinião pública mundial ignora isso, pois já reconheceu o Hamas como "poder de garantia da ordem" em meio à crise social."

Um comentário:

Alex disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário