segunda-feira, 28 de setembro de 2009

"Presidente de fato" é o cacete!

Abaixo, a abertura da matéria do Globo de hoje sobre a situação em Honduras.

Será que os colunistas do Globo - e da maioria dos jornais brasileiros - vão continuar afirmando que Zelaya é o golpista e Micheletti "presidente de fato"?








5 comentários:

Anônimo disse...

O melhor comentário a seu comentário é o artigo do Ricardo Noblat, n' O Glogo de hoje.
Ali há equilíbrio, aqui apenas torcida ideológica.

Candeias

Leo Lagden disse...

É mais um serviço da Grande Mídia ao povo brasileiro.

Informação em segundo lugar...rs

Stefano disse...

Nas legendas animadas da infame GloboNews também só dá "governo golpista".

Guido Cavalcante disse...

Às vezes, eu me pergunto se Hitler não teve razão de haver terminado com essa raça, com o famoso Holocausto. Se há gente que causa dano a este país, são os judeus, os israelitas. Eu quero, esta tarde, aqui na rádio Globo, dizer, com nome e sobrenome, quem são os oficiais do Exército judeu que estão trabalhando com as Forças Armadas de nosso país e que estão encarregados de fazer todas essas atividades de conspiração e ações secretas. E [quero dizer] tudo o que está acontecendo ao presidente da República.
Depois que me informei, eu me pergunto por que não desejamos que Hitler tivesse cumprido sua missão histórica. Desculpem-me a expressão dura de repente. Porém eu me pergunto isso depois que fiquei sabendo disso e de outras coisas. Eu creio que teria sido justo e correto que Hitler tivesse terminado sua missão histórica”(SIC)

O trecho acima é uma declaração de David Romero, diretor da rádio Globo, que apóia Manuel Zelaya. É aquela rádio que sofreu intervenção do governo interino, acusada de incitar a violência, e que deixou os bolivarianos brasileiros excitadíssimos.

Guido Cavalcante disse...

Pra quem tem interesse em conhecer as bases anti-semitas do bolivarianismo, recomendo este ótimo texto entitulado "O excremento do diabo" (he-he-he, nada mau), sobre o principal ideólogo de Chavez, um sujeito chamado Norberto Ceresole.

Está num blog que eu acompanho, Salon.com e o texto( em inglês) está aqui:

http://blogs.salon.com/0001330/2006/01/03.html

O antisemitsmo do bolivarianismo pode ser observado inclusive aqui, com o apoio da chancelaria brasileira àquele antisemita egípcio, que o Brasil apoiou para a Unesco. Esse é apenas um exemplo que me ocorre.

Postar um comentário